Economia

Marcos Pereira: Não vejo risco de texto desidratar com questão dos policiais

O vice-presidente da Câmara, Marcos Pereira (PRB-SP), disse nesta quinta-feira, 4, que não vê riscos de a reforma da Previdência desidratar “muito mais” com a questão envolvendo os policiais que servem à União. “Esse é um debate que já está maduro”, disse o parlamentar, durante participação em evento da XP Investimentos, em São Paulo.

Os agentes de segurança no âmbito da União – policiais federais, agentes penitenciários e agentes socioeducativos – têm pressionado o governo e os parlamentares por regras mais brandas dentro da reforma em relação ao que foi proposto. O presidente Jair Bolsonaro chegou a se envolver na articulação em favor da categoria.

Na noite desta quinta, no entanto, a Comissão Especial da Reforma da Previdência rejeitou, por 30 votos a 19, o destaque nº 40, apresentado pela bancada do PSD, que buscava estender as regras especiais de aposentadoria das Forças Armadas para os policiais que estão no âmbito da União. O assunto, contudo, pode voltar a ser discutido no plenário da Câmara.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ Fundador da Ricardo Eletro e filha são presos em operação contra sonegação
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Paçoquita vira sorvete de massa e pretende ser vendida nos EUA
+ Juliana Caetano, do Bonde do Forró, fala sobre proposta de 500 mil reais que recebeu
+ Uma Harley-Davidson com 360 diamantes e peças banhados a ouro, a moto mais cara do mundo
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior