Esportes

Marcos Herrmann deixa o cargo de vice-presidente de futebol do Grêmio

A falta de resultados e a pressão nos bastidores forçaram o dirigente a deixar o clube

Marcos Herrmann deixa o cargo de vice-presidente de futebol do Grêmio

Acabou a passagem de Marcos Herrmann como vice-presidente de futebol do Grêmio. Na noite desta quarta-feira, após mais uma derrota do Tricolor no Brasileirão, o dirigente entregou o seu cargo.

+ Veja no aplicativo do LANCE! o resultado dos jogos da rodada

No discurso de despedida, ele explicou o motivo da decisão e mostrou confiança na recuperação do time.

‘Me demito do cargo de vice de futebol. É importante que a gente respire ares novos, crie um novo fato, e toque a vida adiante’, afirmou, antes de completar:

‘Em nome da diretoria, peço desculpas pela campanha que estamos fazendo. Trabalhamos duramente, mas o resultado não aparece. Hoje fomos prejudicados pelos desfalques. Farei um apelo para que acreditemos que é perfeitamente possível sair desta situação. Nos faltam 14 partidas e estamos cinco pontos atrás do primeiro que não cai. Em 2003 faltavam 11 rodadas e faltavam 10 pontos de diferença, e saímos’.

Vale citar, que Marcos Herrmann chegou ao Tricolor na reta final de abril e durou pouco mais de cinco meses.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio