Esportes

Marcos Felipe brilha, Nenê marca e Fluminense vence o Santos no Brasileirão

Tricolor é mais eficiente no Maracanã e segue sem perder no atual campeonato; Peixe desperdiça diversas oportunidades

Marcos Felipe brilha, Nenê marca e Fluminense vence o Santos no Brasileirão

no Maracanã (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)


O Santos dominou e teve mais posse de bola, mas foi o Fluminense quem saiu vitorioso na noite desta quinta-feira, no Maracanã. O gol que deu o 1 a 0 ao Tricolor foi marcado por Nenê, que completou 100 partidas pela equipe carioca. Esta foi a segunda derrota do Peixe no Campeonato Brasileiro, enquanto os donos da casa se mantém invictos até a quarta rodada.

> Veja a lista de convocados por Jardine para a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos

Com o resultado, os comandados de Roger Machado ficam em quinto lugar, com oito pontos, enquanto o time de Fernando Diniz é o 13º, com quatro. As duas equipes voltam a entrar em campo no próximo domingo, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O Flu viaja para enfrentar o Fortaleza, às 18h15 (de Brasília). No mesmo horário, o Santos faz o clássico com o São Paulo na Vila Belmiro.

Veja a tabela do Brasileirão

PRESSÃO

A partida começou com bom ritmo. O Fluminense pressionava a saída de bola, enquanto o Santos tinha maior posse. Foi da equipe da casa a primeira boa oportunidade, aos oito minutos, com Caio Paulista dando uma cabeçada no travessão e tendo um chute travado. No entanto, logo depois Kaio Jorge e Gabriel Pirani pararam em boa defesa de Marcos Felipe para equilibrar o jogo. Depois do susto inicial, o time visitante passou a levar bastante perigo e pressionar, se aproveitando dos espaços do adversário, mas parando principalmente no goleiro tricolor.

EQUILÍBRIO

O Santos deu cinco finalizações no alvo durante o primeiro tempo, complicando a defesa do Fluminense quando ocupou o campo de ataque e chegou com velocidade. Entretanto, faltou mais eficiência para transformar a posse em gols. Com a pressão na saída de bola, o Flu conseguiu voltar a incomodar nos 15 minutos finais e aproveitou a queda de ritmo dos paulistas, mas também não soube construir com qualidade para tirar o zero do placar.

TÁ ON

O Santos voltou melhor ao campo e tentou pressionar, mas o Fluminense fez valer sua principal característica e aproveitou o erro adversário para abrir o placar. Aos cinco minutos, Fred recebeu cruzamento pela esquerda, disputou pelo alto e desviou para cima. Felipe Jonatan cortou errado e Nenê aproveitou a sobra para marcar em seu 100º jogo com a camisa tricolor.

BRILHA MARCOS FELIPE

Atrás no placar, o Santos continuou pressionando, mas parou em ótima noite do goleiro Marcos Felipe, que não deixou nada passar. Marinho perdeu uma chance cara a cara, Marcos Guilherme também teve oportunidade. Mais objetivo, o Flu chegou pouco enquanto tentava administrar a vantagem, mas a zaga adversária afastou a bola de Caio Paulista.

TUDO OU NADA

Os dois treinadores promoveram as últimas alterações na reta final. Enquanto Roger apostou em fechar a equipe para dar mais consistência defensiva e diminuir os espaços, Fernando Diniz abriu mais a equipe. O Santos teve dificuldades para infiltrar, apesar de ter uma posse de bola esmagadora. Portanto, não conseguiu mudar o placar.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 1X0 SANTOS

Data/Hora: 17/06/2021, às 19h
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)

Gols: Nenê (5’/2ºT) (1-0)
Cartões amarelos: Caio Paulista, Yago Felipe, Kayky, Abel Hernández (FLU), Madson, Alison, Lucas Braga (SAN)
Cartões vermelhos:

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Manoel, Luccas Claro e Egídio; Martinelli (Wellington – 39’/2ºT), Yago Felipe e Nenê (Ganso – 39’/2ºT); Caio Paulista (Luiz Henrique – 39’/2ºT), Fred (Abel Hernández – 20’/2ºT) e Gabriel Teixeira (Kayky – 32’/2ºT). Técnico: Roger Machado.

SANTOS: John; Pará, Luiz Felipe (Marcos Leonardo – 40’/2ºT), Danilo Boza (Camacho – 13’/2ºT) e Felipe Jonatan (Madson – 40’/2ºT); Alison, Jean Mota (Lucas Braga – 13’/2ºT) e Gabriel Pirani (Zanocelo – 20’/2ºT); Marcos Guilherme, Kaio Jorge e Marinho. Técnico: Fernando Diniz.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Os 5 piores problemas de morar em apartamento pequeno
+ Carol Portaluppi posta foto com novo visual no dia em que o Flamengo venceu o Corinthians
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago