Esportes

Marcão envolve-se em treta com palmeirenses ao falar que jogaria no Timão

Crédito: Reprodução Instagram

Marcos, ex-goleiro do Palmeiras e da Seleção Brasileira (Crédito: Reprodução Instagram)

O ex-goleiro do Palmeiras Marcos, um dos maiores ídolos da torcida alviverde, “causou” nas redes sociais ao afirmar que jogaria no Corinthians. A fala do ex-jogador revoltou os palmeirenses, mas não se pode negar que alegrou muito o dia das torcidas adversárias do verdão.

No twitter, ele disse que recebeu proposta do Arsenal, da Inglaterra, e do Corinthians e que o Palmeiras aceitou negociá-lo, mas ele foi contra assinar com o rival à época.

“Talvez hoje jogaria sim, vendo que para uma parte da torcida é só fazer alguns jogos e beijar o escudo e já vira ídolo. Mas não me arrependo, pois a maior parte da torcida sabe quem é de verdade e quem é de mentira”, escreveu Marcos.

Ainda nas trocas de mensagens com internautas, Marcos falou sobre a possibilidade que teve de defender o Corinthians em 2005, quando Kia Joorabchian era um dos investidores do arquirrival.

“Como sempre é fácil falar de um comentário em um post, né, mas sobre isso só tenho uma coisa a dizer: não tenho mais nada a provar, quando era jogador recusei (Arsenal e também do Kia/Corinthians). O clube queria me vender e eu recusei”, escreveu o ídolo alviverde.

Mais tarde, o ex-goleiro alegou que ele tenha sido mal interpretado por ter dito que “talvez hoje jogaria sim”. “Os comentários do Insta eram em outro sentido. Um anterior eu explicava que o Corinthians tentou me comprar e eu não quis ir (2005). Daí veio um Zé e quis lacrar”, afirmou Marcos, que ao fim do barraco, deu a sua versão em outro post.

“Nunca pensei que um processo de desconstrução da minha imagem chegaria tão longe por motivos políticos, reitero aqui todos os dias o amor pela camisa que defendi durante 20 anos, a torcida, peço desculpas, deveria ter tido um pouco mais de cuidado para não ter generalizado, perdão mesmo, aos que me perseguem nas redes, continuem, não vão me tirar o direito de falar o que eu quiser! Quanto aos meus anos de Palmeiras, minha lealdade, falem o que tiverem vontade, a história história é só uma, pra quem a viveu, acho que as provas estão na própria”, completou.

O comentário a que Marcos se refere dizia que a torcida do Palmeiras tinha virado “um bando de Zé Ruela”. Depois, ele se desculpou pela generalização e apagou as postagens.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior