Economia

Mão de obra mais cara pressiona inflação da construção na 1ª prévia do IGP-M

A alta no custo da mão de obra puxou a inflação da construção dentro da primeira prévia de janeiro do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M) passou de um recuo de 0,12% no primeiro decêndio de dezembro para uma alta de 0,20% na primeira prévia de janeiro.

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços saiu de uma queda de 0,27% na primeira leitura de dezembro para uma elevação de 0,03% na primeira prévia de janeiro.

O custo dos Materiais e Equipamentos passou de redução de 0,35% na prévia de dezembro para aumento de 0,01% na prévia de janeiro, enquanto os Serviços saíram de avanço de 0,06% para alta de 0,12% no mesmo período.

Já o índice que representa o custo da Mão de Obra registrou aumento de 0,35% na primeira prévia de janeiro, após ter ficado estável (0,00%) na primeira prévia de dezembro.

Veja também

+ Paçoquita lança versão sorvete de massa
+ Cartucho de videogame do Super Mario Bros. é leiloado por US$ 114 mil e quebra recorde
+ Hackers brasileiros roubaram dados de clientes em 12 bancos
+ Jovem pede delivery e encontra dedo humano em esfirra
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Veja 7 incríveis casas na natureza para sonhar
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior