Esportes

Mano define Rafinha na vaga de Sóbis e prevê duelo de poucas chances nesta quinta

Sem mistérios, o técnico Mano Menezes definiu nesta quarta-feira a escalação do Cruzeiro para encarar o América-MG na quinta, no Independência, pelo Campeonato Brasileiro. A principal dúvida era em relação ao substituto de Rafael Sóbis, que será desfalque por suspensão. Rafinha foi escolhido e atuará ao lado de Ábila.

“Vou procurar manter a coerência que sempre dirigiu o nosso trabalho e que aponta para os jogadores o entendimento de quem é o escolhido. Esta é situação mais justa para este momento e para a equipe como um todo”, disse Mano ao explicar a opção por Rafinha. Com isso, Willian e Alisson, favoritos à vaga, seguem no banco.

Além de Rafinha, Manoel está confirmado para a partida, após se recuperar de dores no tornozelo que o incomodavam desde a semana passada. Mas é o sistema ofensivo que mais preocupa Mano Menezes. O treinador avaliou que o duelo diante do desesperado América-MG deverá ter poucas oportunidades e, por isso, o Cruzeiro precisa aproveitá-las se quiser continuar em alta no Brasileirão.

“Precisamos aproveitar as oportunidades que, neste tipo de jogo, não serão muitas. Geralmente, é um jogo de muita marcação e muito confronto. Nosso adversário é um time que joga com muitos jogadores no meio de campo e precisamos igualar isso, para não dar as oportunidades que o rival quer ter na construção das jogadas. Quando tivermos nossas oportunidades, que podem não ser tantas, precisamos manter o poder de aproveitamento das últimas rodadas”, projetou.

O treinador, aliás, fez questão de elogiar o aproveitamento cruzeirense nas finalizações nas últimas rodadas. “Diminuímos a criação, mas melhoramos o aproveitamento. Isso tem a ver com a tranquilidade readquirida, a retomada da confiança por parte dos jogadores e a volta das vitórias. Certamente, elas influenciaram muito para que os jogadores ficassem mais tranquilos na hora de tomar a decisão dentro de campo. A nossa decisão melhorou e o aproveitamento também.”