Geral

Manifestações contra cortes no MEC e por voto aberto na MP 870 pautam Twitter

Críticos e apoiadores do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) estão mobilizados no Twitter nesta quarta-feira, 15. Dos dez assuntos mais comentados na rede social, três são hashtags em apoio às manifestações que ocorrem em todo o País contra o contingenciamento de verbas que afetará universidades e institutos federais. Outra hashtags pressiona pela votação nominal para aprovação da Medida Provisória (MP) 870.

#TsunamiDaEducação e #todospelaeducação são as duas expressões que lideram o ranking na tarde desta quarta. A hashtags #NaRuaPelaEducação, por sua vez, é o quarta expressão mais publicada no Twitter. As três campanhas virtuais têm sido bastante incentivadas por parlamentares e partidos de oposição. “Estamos nos somando aos professores e secundaristas, contra os cortes na educação e reforma da Previdência”, publicou o perfil oficial do Partido dos Trabalhadores (PT).

Apoiadores do governo também disputam espaço no topo do ranking de assuntos mais comentados do Twitter. O alvo de simpatizantes do presidente Bolsonaro é a votação pela aprovação da Medida Provisória 870, que reorganiza ministérios e organizações do governo. A campanha #MP870VotoNominal pressiona para que o Congresso aprove a MP até até 3 de junho, caso contrário ela caducará e será necessário desfazer a reforma ministerial realizada no começo do ano.

Os defensores da votação nominal para a MP 870 veem sabotagem dos parlamentares no protelamento da votação. “O Congresso está louquinho para sabotar o governo, inclusive muitos dos deputados que entraram na onda Bolsonaro de gaiato estão juntos nessa palhaçada”, diz um dos tuítes mais compartilhados.