Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O técnico italiano, Roberto Mancini, confirmou nesta sexta-feira que Giorgio Chiellini fará seu 117º e último jogo com a ‘Azzurra’ nesta quarta-feira contra a Argentina, em Londres, e aproveitou para agradecer ao capitão por seus anos de serviços prestados à equipe.

“Ele tomou sua decisão e as decisões devem ser respeitadas. Vou falar com ele para agradecê-lo, é normal que ele tome outro caminho”, disse Mancini em entrevista coletiva no início do campo de treinamento da Itália para os jogos de junho.

Chiellini, de 37 anos, anunciou sua saída da Juventus e sua aposentadoria da seleção italiana no final desta temporada. Em princípio, ele continuará jogando no futebol de clubes, no campeonato norte-americano, segundo diversos meios de comunicação.

O zagueiro está entre os 45 jogadores reunidos pelo técnico para a série de cinco jogos da Itália em junho, sendo o primeiro deles a ‘Finalíssima’ contra a Argentina, em Londres, duelo entre o atual campeão europeu e sul-americano.

Depois, a Itália jogará dois jogos contra a Alemanha e um contra a Hungria e a Inglaterra, como parte da Liga das Nações da Uefa.

Mancini especificou que Chiellini será o único a se despedir definitivamente da seleção italiana em seu processo de reconstrução, depois de não se classificar para a Copa do Mundo pela segunda edição consecutiva.

“Alguns disputarão talvez o último jogo da temporada (quarta-feira contra a Argentina) e voltarão para casa porque temos que escolher, mas ninguém tem a idade de Giorgio”, destacou.

Após o fiasco contra a Macedônia do Norte (derrota por 1 a 0) nas semifinais do play-off para o Mundial do Catar, a imprensa especulou sobre outras possíveis saídas da seleção, como a do atacante Ciro Immobile, não convocado para os jogos de junho devido a uma lesão.

“Temos que recomeçar, os torcedores continuam ao nosso lado apesar do que aconteceu”, disse o treinador, no cargo desde maio de 2018.

alu/bvo/dr/aam

JUVENTUS FOOTBALL CLUB