Geral

Mais antigo prefeito alemão vai se aposentar após 56 anos no cargo

Depois de servir 56 anos como prefeito da cidade de Windhagen, na Alemanha, Josef Rüddel anunciou sua aposentadoria da política. O democrata-cristão de 94 anos, no entanto, tem uma última tarefa a cumprir no vilarejo ao sul da antiga capital Bonn, no oeste do país: supervisionar as eleições municipais deste domingo (26).

Rüddel decidiu não concorrer novamente ao cargo, depois de administrar a  pequena cidade de 4.200 habitantes nas últimas cinco décadas e meia.

Ele é o prefeito mais longevo e mais velho da Alemanha, segunda a associação alemã de municípios, com sede em Berlim.

O democrata-cristão se lembra claramente de quantas eleições disputou, mas não do número de adversários derrotados. “Passei por 14 eleições, sempre com candidatos opostos, mas perdia a conta de quantos”, disse.

Rüddel nasceu em 20 de janeiro de 1925 em Hallerbach, a cinco minutos de carro de Windhagen. Ele serviu como soldado durante a Segunda Guerra, na qual foi ferido e capturado enquanto se retirava da Polônia.

Depois da guerra, ganhou seu sustento como agricultor. “Até mesmo o chanceler federal Konrad Adenauer comprou batatas de mim”, afirma.

Lembranças do passado

Em 1965, aos 30 anos de idade, Rüddel foi eleito para o conselho de Windhagen e se tornou prefeito oito anos depois ao suceder Josef Heuser, que havia morrido meses antes. “Na época, havia dois ou três carros em Windhagen. Eu andava a cavalo ou de carroça.”

“Depois de apenas cinco anos estávamos livres de dívidas! Hoje, temos 17 empresas com quase 2.500 empregos”, diz, orgulhoso. “Além disso, temos lojas, ensino fundamental, dois jardins de infância e dois médicos” conta.

A pequena comunidade gera mais de 20 milhões de euros em impostos comerciais. E apesar de a maior parte deste dinheiro ser repassado à associação comunal, o vilarejo conseguiu acumular reservas ao longo dos anos.

“Não precisamos ir ao banco ou buscar fomento”, afirma Rüddel, com sorriso maroto. “Na verdade, temos nosso próprio banco.”

Ao longo das décadas, o milagre econômico de Windhagen atraiu celebridades como os ex-chanceleres federais Helmut Kohl e Gerhard Schröder e o Dalai Lama.
Rüddel tem três filhos.

Um deles, Erwin Josef Rüddel, é membro do Parlamento alemão pela União Democrata Cristã (CDU), partido do pai e da chanceler federal alemã, Angela Merkel.