A influenciadora Maíra Cardi reagiu aos comentários do nutricionista Daniel Cady, marido da cantora Ivete Sangalo, após ele apontar que a coach de emagrecimento estava promovento “terrorismo nutricional” ao falar sobre os riscos de desenvolver doenças graves devido ao hábito de consumir açúcar.

Nesta segunda-feira (14), a noiva de Thiago Nigro ironizou o termo usado por Daniel.

“Bom dia! Vamos iniciar o dia fazendo terrorismo diário?”, disse ela nos Stories de seu Instagram ao compartilhar uma conversa com um seguidor.

Para embasar a sua afirmação de que o consumo de açúcar representa sérios riscos à saúde, Maíra compartilhou recortes de matérias que falam sobre o tema.

“E para você que está por aqui porque já viu alguma polêmica com meu nome, não acredita ou tem dúvida do que eu falo! Te convido para um bate-papo onde vou te contar toda a verdade do que tem por trás de tudo isso”, disse ela.

As trocas de farpas foram relatadas no perfil Segue a Cami, no Instagram, onde internautas detonaram os conselhos de Maíra Cardi, que não tem formação profissional na área, ao contrário de Daniel Cady, que é formado em nutrição.

“Ela poderia usar o tempo dela pra ir fazer uma faculdade de Nutrição”, sugeriu um internauta. “A mulher quer teimar com um cara que é realmente nutricionista, minha nossa…”, admirou-se outro. “Gente, pelo amor de Deus, vamos combinar de não postar mais nada sobre essa mulher? Ela é um desserviço!”, disparou um outro seguidor do perfil.

Maíra Cardi reage às críticas do nutricionista Daniel Cady, marido de Ivete Sangalo
Perfil Segue a Cami. Reprodução/Instagram.
Maíra Cardi reage às críticas do nutricionista Daniel Cady, marido de Ivete Sangalo
Perfil Segue a Cami. Reprodução/Instagram.

Entenda a discussão

Maíra Cardi compartilhou um vídeo relacionando a receita de um bolo a doenças graves, como o câncer e o mal de Alzheimer.

A atitude da ex-esposa de Arthur Aguiar foi criticada pelo nutricionista,.

O terrorismo nutricional é a forma de aterrorizar a população em relação aos alimentos e às práticas individuais, em que os momentos diários de comer viraram algo estressante e carregado de culpa, uma relação de amor e ódio com a comida”, escreveu ele nas redes sociais.

“Essa busca desenfreada pela estética perfeita e emagrecimento em curto prazo acabam levando as pessoas a seguirem dietas sem critério, sem atenção profissional, e altamente restritiva”, completou.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Daniel Cady (@danielcady)