O Magazine Luiza reportou alta de 96,65% no lucro líquido do terceiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, chegando a R$ 235,1 milhões. O resultado considera os efeitos da norma contábil IFRS 16.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 79,7% na comparação anual, para R$ 501,2 milhões. Já a receita líquida subiu 32,5%, para R$ 4,86 bilhões.

O Magazine Luiza também publicou números que desconsideram o IFRS 16 e créditos tributários provenientes de uma ação judicial vencida pela varejista. No critério ajustado, o lucro líquido teria sido de R$ 136,3 milhões, o que significaria um crescimento de 13,8% em relação ao terceiro trimestre de 2018. O Ebitda ajustado ficou em R$ 300,7 milhões, ou seja, 7,8% maior na comparação anual.

Ao final de setembro, a despesa financeira líquida ajustada totalizou R$ 93,9 milhões, equivalente a 1,9% da receita líquida. Houve uma melhoria de 0,1 ponto porcentual mesmo considerando a aquisição da Netshoes e o aumento dos investimentos. “Essa melhora é consequência da forte geração de caixa da companhia e da redução da taxa de juros no período”, aponta o Magazine Luiza.

Na mensagem da administração que acompanha o balanço, a diretoria aponta que o terceiro trimestre foi marcado pela conjunção de inflação baixa, continuidade do movimento de queda dos juros, lançamento da Semana do Brasil e retomada gradual da economia.

Assine nossa newsletter:

Inscreva-se nas nossas newsletters e receba as principais notícias do dia em seu e-mail

Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias