Brasil

Mãe de Miguel Otávio diz que sua conta em rede social foi hackeada

Crédito: Reprodução TV Globo

Mirtes, mão do menino Miguel (Crédito: Reprodução TV Globo)

Mirtes Renata de Souza, mãe de Miguel Otávio que caiu de prédio em Recife, no Pernambuco, sofreu mais um revés. Segundo ela, a sua conta no Instagram foi hackeada e todas as suas fotos foram apagadas, conforme apuração do G1.

“Algumas fotos de Miguel eu só tinha ali. Minha sobrinha tentou recuperar, mas não conseguiu. Já avisei aos advogados”, disse Mirtes.

As imagens foram deletadas do perfil no último dia 25 de junho. Até esta atualização, a polícia não havia sido acionada.

“Eu não sei o que aconteceu, não sei se foi por causa das solicitações para seguir. Eu tinha mais de 1 mil solicitações, mas não estava conseguindo aceitar. Não sei se a pessoa hackeou porque queria os seguidores ou se foi por ruindade”, contou.

No último dia 2 de junho, Mirtes perdeu o filho após o menino cair do 9º andar de um edifício em Recife. O caso chamou atenção por conta da atitude de Sari Corte Real, primeira-dama de Tamandaré.

O menino foi deixado com a ex-patroa de Mirtes para que ela fosse passear com a cachorra da família. Corte Real foi indiciada por abandono de incapaz que resultou em morte na última quarta-feira (1°).

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel