Geral

Mãe de gêmeos siameses que morreram após parto recebe alta e faz tratamento psicológico

Crédito: Reprodução

A mãe dos gêmeos siameses que dividiam o mesmo coração e morreram 12 horas após o parto, na última sexta-feira (18), em Cuiabá (MT), recebeu alta no domingo (20) e fará um tratamento psicológico. As informações são do G1.

Arlete do Nascimento Pinheiro, de 22 anos, disse ao G1 que está se recuperando em casa e que faz planos para voltar a ter a vida que tinha antes da gravidez.

“Nesse momento, tudo que quero é me recuperar, passar esses dias mais quieta para depois voltar a trabalhar. Quero comprar minha casa, meu carro, voltar à faculdade, quero voltar a viver e deixar as coisas acontecerem naturalmente”, disse a jovem.

Segundo a reportagem, ela era acompanhada por dois médicos desde o início da gravidez e eles já haviam informado que seria impossível realizar a cirurgia de separação dos bebês, que dividiam um mesmo coração.

Os gêmeos nasceram de sete meses e foram imediatamente reanimados após o parto. Eles chegaram a ser transferidos para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal, mas acabaram sofrendo três paradas cardíacas e não resistiram.

Ao G1, Arlete disse que pretende continuar com acompanhamento médico para se recurar fisicamente e planejar uma próxima gravidez.

“Daqui um tempo pretendo tentar ser mãe mais uma vez, mas antes quero ter certeza que vai ta tudo certinho”, disse a jovem.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago