Mundo

Maduro visitará a Rússia no início de outubro

Maduro visitará a Rússia no início de outubro

(Arquivo) O líder venezuelano visitou Moscou pela última vez para conversar com Putin em dezembro - POOL/AFP/Arquivos

O presidente Nicolás Maduro visitará a Rússia em breve, em uma aparente tentativa de garantir o apoio russo em meio a uma crise na Venezuela – anunciou o Kremlin nesta sexta-feira (20).

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

“A visita está sendo planejada”, disse o porta-voz do presidente Vladimir Putin, Dimitri Peskov.

“E isso acontecerá em breve”, acrescentou, recusando-se a fornecer datas precisas.

A visita de Maduro está marcada para o início de outubro, informou a agência de notícias Interfax.

Moscou realiza um fórum anual de energia de 2 a 5 de outubro, mas não ficou claro se Maduro participará do evento.

O presidente venezuelano visitou Moscou pela última vez em dezembro de 2018 para conversar com Putin.

Afetada pelos baixos preços do petróleo, por má administração e pelo impacto das sanções dos Estados Unidos, a Venezuela está em queda livre. Nesse contexto, Maduro busca o apoio de seus aliados, após vencer um segundo mandato presidencial no ano passado.

Vários países da comunidade internacional não reconheceram os resultados dessas eleições.

Washington está promovendo a campanha que busca expulsar o presidente socialista e apoia o autoproclamado líder interino Juan Guaido, enquanto alguns países liderados por Rússia e China defendem Maduro incondicionalmente.

Os Estados Unidos impuseram um embargo de petróleo a Caracas para minar o regime de Maduro e pedem, repetidamente, a Moscou que retire seu apoio ao líder venezuelano.

A Rússia rejeitou o pedido, acusando os Estados Unidos de quererem liderar um golpe de Estado contrário ao Direito Internacional.

Rússia e Venezuela têm uma longa história de vínculos. O antecessor de Maduro, o falecido presidente Hugo Chávez, conhecido por seus apaixonados discursos contra os Estados Unidos, sempre foi bem-vindo no Kremlin.

A Rússia é o segundo maior credor de Caracas, depois da China, com Moscou investindo quantias significativas nos recursos petrolíferos da Venezuela e Caracas adquirindo armas russas no valor de bilhões de dólares.

Veja também

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Após cogitar ficar longe da TV, Edu Guedes estreia na Band e ‘rouba’ horario de Mariana Godoy

+ Uma moto 0km, desde 1977 na caixa, vai a leilão e valor pode chegar a mais de R$ 190mil

+ Kit transforma BMW R nineT em réplica de moto dos anos 1930

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea