Mundo

Maduro diz que milícia com 1,6 milhão de membros pode defender país dos EUA e Brasil

Maduro diz que milícia com 1,6 milhão de membros pode defender país dos EUA e Brasil

(Arquivo) O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro - AFP

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na última segunda-feira (17) que tem  uma  milícia bolivariana com 1,6 milhão de membros para “defender” o território nacional de possíveis agressões externas dos Estados Unidos, Colômbia e Brasil. As informações são do jornal “O Globo”.

Maduro afirmou, sem fornecer provas, que seus oponentes liderados por Washington querem assassiná-lo e impor uma ditadura no país produtor de petróleo. Ele afirma ainda que a crise econômica é  consequência das sanções dos EUA.

“Armemos a milícia bolivariana até os dentes. Pode ser que uma força imperialista invasora entre em algum lugar da pátria, mas o que os imperialistas podem saber é que eles não sairão daqui vivos. (Elas) vão arrancar o coração do inimigo. A Venezuela se defenderá dos oligarcas, venham de Bogotá ou de Brasília”, disse.

 


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Boletim médico de apresentador da RedeTV! indica novo sangramento no cérebro
+ Yamaha se despede da SR 400 após 43 anos de produção
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel