Mundo

Macron promete enviar armas e equipamentos para Ucrânia

Macron promete enviar armas e equipamentos para Ucrânia

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, supervisiona exercícios militares no norte da Ucrânia, em 16 de fevereiro de 2022 - Ukrainian Defence ministry press-service/AFP


Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, afirmou, neste sábado (26), que França enviará armas e equipamentos para ajudar no combate à invasão russa ao país. Pelo Twitter, Zelensky publicou que conversou diretamente com Emmanuel Macron, presidente francês.

“Um novo dia na linha de frente diplomática começou com uma conversa com @EmmanuelMacron. Armas e equipamentos de nossos parceiros estão a caminho da Ucrânia. A coalizão anti-guerra está funcionando!”, escreveu Zelensky.

Além disso, jornal local The Kyiv Independent informou que Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, assinou um decreto que libera ajuda de US$ 600 milhões (cerca de R$ 3,1 bilhões) para Ucrânia, sendo US$ 350 milhões (aproximadamente R$ 1,8 bilhões) para a área militar.

“EUA aprovam ajuda de US$ 600 milhões para a Ucrânia, incluindo US$ 350 milhões para militares.

O presidente dos EUA, Joe Biden, assinou um decreto para fornecer assistência imediata à Ucrânia, já que o país está lutando contra uma invasão russa total.”, publicou o jornal.

Nesta sexta-feira (25), o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, declarou que a aliança continuará a enviar armas e sistemas de defesa aérea para defender o país da intervenção russa.

O terceiro dia de confronto em solo ucraniano vem sendo marcado pela ofensiva comandada por Vladimir Putin por terra e ar. Há relatos de explosões e combate nas ruas de Kiev.