Mundo

Macri sofre quatro novas derrotas em eleições regionais da Argentina

Macri sofre quatro novas derrotas em eleições regionais da Argentina

O presidente da Argentina, Mauricio Macri (D), conversa com seu colega de chapa, o senador peronista Miguel Ángel Pichetto, em Buenos Aires, 12 de maio de 2019 - Cambiemos/AFP

O partido do presidente Mauricio Macri teve mais quatro novas derrotas eleitorais nas eleições provinciais deste domingo, entre elas a vitória do peronismo em Santa Fé, terceiro distrito mais povoado do país.

As eleições aconteceram em meio a uma apagão que deixou a Argentina e o Uruguai no escuro por várias horas, e cujas causas ainda estão sendo investigadas.

O senador Omar Perotti, da frente peronista Juntos, venceu por 18 pontos de vantagem sobre o candidato de Macri e conseguiu derrotar o socialismo que governou Santa Fé nos últimos 12 anos.

Em San Luis e em Formosa o peronismo também venceu e em Tierra del Fuego ganhou um candidato kirchnerista.

Macri tentará a reeleição na disputa eleitoral de 27 de outubro.

Sua chapa, que integra junto com o peronista de direita Miguel Ángel Pichetto, competirá, entre outras, com a de Alberto Fernández e a ex-presidenta Cristina Kirchner (2007-2015) como candidata a vice-presidente.

O governo tem 17 derrotas nas eleições regionais desde que o calendário eleitoral começou em março passado.

A única vitória foi obtida há uma semana na pequena província de Jujuy (norte).