Esportes

Luxemburgo valoriza vitória histórica do Palmeiras na altitude e elogia Rony

Antes pressionado, o técnico Vanderlei Luxemburgo vive dias de paz no Palmeiras. Ainda mais depois que sua equipe derrotou o Bolívar por 2 a 1 nesta quarta-feira e se manteve com 100% de aproveitamento na Libertadores. O treinador valorizou o triunfo que derrubou o tabu de 37 anos sem vitórias de times brasileiros contra o adversário boliviano jogando na altitude de La Paz, e fez questão de elogiar o atacante Rony.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Luxemburgo também exaltou os números recentes do Palmeiras nesta temporada. Com o triunfo, o time alviverde engatou três vitórias em três partidas na competição sul-americana, ampliou sua vantagem na liderança do Grupo B, agora com nove pontos, e chegou a 15 partidas de invencibilidade no ano.

“Conseguimos um resultado importante. Fazia 37 anos que uma equipe do Brasil não ganhava aqui. Agora estamos há 15 jogos invictos, coisa que não acontecia há muito tempo. Engatamos três vitórias seguidas na Libertadores. Então tenho que dar parabéns a essa garotada, aos jogadores, porque sabem que jogar aqui é difícil. Nós soubemos sofrer. Jogadores estão de parabéns”, salientou o treinador em entrevista coletiva após a partida.

O discurso do técnico foi endossado pelo zagueiro Luan, um dos melhores em campo na Bolívia. Ele também enalteceu a atuação de Rony. Muito criticado, o atacante participou diretamente dos dois gols. Primeiro, sofreu o pênalti convertido por Willian e, no segundo tempo, deu a assistência para Gabriel Menino marcar um golaço de fora da área.

“A gente soube jogar na altitude, tivemos a bola e abrimos espaços para os lados do campo para a velocidade do Rony. Temos de enaltecer esse jogador, que fez uma grande partida. Que ele tenha uma grande sequência”, afirmou o zagueiro.

Em baixa, Rony vinha sendo reserva nas últimas partidas, mas Luxemburgo decidiu dar uma nova chance ao jogador e foi recompensado. Ele explicou a estratégia na escalação e no esquema tático.

“A bola longa no Rony foi treinada também. Nosso goleiro e nossos zagueiros pegam bem na bola. Era uma estratégia. Na altitude, velocidade é importante, tanto é que ele (Rony) causou dificuldade o tempo todo. Tudo que aconteceu foi bem planejado”, explicou.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Último superjumbo Airbus A380 é montado na França

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea