Esportes

Luxemburgo promete usar mais a base, mas pede calma para não prejudicar garotos

O técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, pediu nesta segunda-feira para a torcida e a imprensa terem mais calma com a expectativa sobre as revelações saídas das categorias de base do clube. Dias depois de ter conquistado o Campeonato Paulista com as presenças de garotos entre os titulares, o treinador afirmou em entrevista coletiva online que apesar da euforia por nomes como Patrick de Paula e Gabriel Menino, é preciso ter cautela para o Campeonato Brasileiro.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

Os dois meio-campistas foram titulares na final contra o Corinthians e o destaque foi ainda maior para Patrick de Paula, por ter cobrado o pênalti decisivo. O jogador de 20 anos começou a ser apelidado pela torcida com referência aos meias franceses Paul Pogba e até ao agora aposentado Patrick Vieira. “Vocês (jornalistas) hoje estão chamando ele de Pogba, mas poderia ser o Pogb… O jogador tem de colocar os pés no chão. Agora, daqui para frente, ele tem de jogar sem comparação com ninguém. Ele é o Patrick. Tem de buscar o espaço dele”, afirmou.

O Palmeiras passou a contar neste ano com oito revelações das categorias de base no elenco profissional, fora a presença de outros novatos que completam alguns treinamentos. O número é bem superior ao de outras temporadas, quando mesmo com bons resultados em competições de base, o clube pouco aproveitava os atletas revelados em casa e apostava mais nos reforços trazidos de outras equipes.

Em 2018, por exemplo, a equipe só utilizou três jogadores da base. No ano anterior, a presença foi ainda menor. Embora existisse a meta de fechar a temporada com quatro atletas com pelo menos 45 minutos atuado, a equipe só conseguiu escalar um garoto em 2017. No ano passado, a história começou a mudar no fim da temporada com a promoção de Gabriel Veron ao time principal e também pela necessidade de promover garotos para recompor as saídas do elenco.

Por essa mudança de estratégia, Luxemburgo entende ser necessário ter calma antes de pensar em escalar todos. “As pessoas cobram muito de colocar o ‘fulano’ ou o ‘ciclano’. Tem de colocar o menino no momento certo, senão vai queimar etapas. Os outros jogadores que estão aqui vão ter oportunidades, com certeza”, disse o técnico. Entre os jogadores da base candidatos a entrar no time estão o atacante colombiano Angulo, o meia Alan, o lateral Esteves e o atacante Wesley.

O treinador pretende usar mais os garotos ao longo do Brasileirão principalmente por ter a possibilidade de realizar cinco alterações em cada jogo. “Estamos fazendo um trabalho para conseguir um equilíbrio nos garotos para conseguir o que queremos. Tem o Veron, tem o Luan (Silva), tem o Gabriel Menino e uma série de outros que se juntaram ao elenco para fazer o Brasileiro”, comentou.

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea