O Dia

Luxa reverencia ousadia da lambreta de Talles Magno, que nega humilhação ao marcador

Atacante, que levou a torcida à loucura com o drible, se apresenta nesta segunda à Seleção sub-17

Rio – Com alívio pelo fim do jejum de três jogos em São Januário e euforia pela espetacular lambreta de Talles Magno, que culminou com a expulsão de Gabriel Dias, o técnico Vanderlei Luxemburgo destacou os pontos positivos da vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza, com destaque para as peripécias de Talles Magno, que levou a torcida à loucura com seus dribles.
“Fiquei feliz porque vi um jogador fazer a arte de jogar futebol do Brasil. E nós estamos acabando com isso. Esquecemos de buscar a essência do futebol brasileiro, ter algo para criar”, disse Luxa.
Convocado para o Mundial Sub-17, Talles Magno pode desfalcar o Vasco por até oito rodadas, caso o Brasil chegue à final, e deixará saudade. Reverenciado pela torcida ao fim do jogo, o xodó garantiu que não teve intenção de humilhar o marcador com o ousado drible. Ao tentar interceptar a jogada, Gabriel Dias, que já tinha cartão amarelo, acertou um chute no peito do atacante e foi expulso na sequência.
“Feliz pela atuação, por ter acertado a lambreta. Não foi pra humilhar, respeito muito o Fortaleza. Só foi um recurso para tentar seguir a jogada, passar o tempo, segurar o jogo”, disse Talles Magno.