ISTOÉ Gente

‘Lutando pela minha dignidade’, diz Rose Miriam um ano após morte de Gugu

Crédito: Reprodução/Instagram

Rose Miriam Di Matteo, mãe dos três filhos de Gugu Liberato, falou em entrevista à revista Marie Claire sobre a morte do apresentador que completou um ano neste sábado (20). De acordo com ela, a relação com os filhos passou por um período de adaptação “difícil de ser compreendido”, mas que atualmente eles estão “muito mais unidos”.

“Meus filhos compreendem que estou lutando pela minha dignidade, acima de tudo”, contou. Após a morte de Gugu, Miriam entrou na Justiça para ter o reconhecimento da união estável com Gugu e ter direito à metade da herança do apresentador avaliada em R$ 1 bilhão.

A mãe dos filhos de Gugu também comentou sobre este primeiro ano sem o apresentador. “Existe um imenso vazio em nossas vidas e em nossos corações. Gugu sempre foi uma referência para mim e para nossos filhos. A dor é imensa e a saudade eterna. Mas estamos nos reconstruindo. As crianças estão felizes em participar da campanha Gugu Vive – doe órgãos e salve vidas. Isso nos dá força e nos enche de consolo”, afirmou na entrevista à revista Rose Miriam.

Gugu Liberato sofreu um acidente doméstico em novembro de 2019, nos Estados Unidos, e não resistiu aos ferimentos.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel