Por Walmor Parente, subeditor da Coluna

Entre 2018 e 2022, as candidaturas de policiais militares cresceram 39,41%. Esse número pode zerar nas próximas eleições se o presidente Lula da Silva sancionar nos próximos dias o projeto que institui a Lei Orgânica Nacional das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios (PL 3.045/2022).

Aprovada pelo Senado, a proposta proíbe militares da ativa de serem candidatos nas eleições.


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias