Lula, o chefe de quadrilha, quer punição para Bolsonaro, o mito dos 1.000%

Crédito: Reprodução

(Crédito: Reprodução)


Bom, se ‘ladrão que rouba ladrão, tem 100 anos de perdão’, quantos anos terá Lula por criticar Jair ‘1000%’ Bolsonaro, o verdugo do Planalto? Sim, porque o meliante de São Bernardo, apontado pelo MPF como chefe de quadrilha, quebrou o silêncio e se manifestou sobre as suspeitas de corrupção no governo do devoto da cloroquina.

Em entrevista ao jornal O Liberal, de Belém, o ex-tudo (ex-presidiário, ex-corrupto e ex-lavador de dinheiro) declarou que ‘se for verdade as denúncias de corrupção, se for verdade o gabinete paralelo, se for verdade o que estão falando sobre esse governo, então acho que a CPI pode pedir ao STF a interdição do Bolsonaro, ou, com base no relatório, mais um pedido de impeachment’.

Que fofo, né? Que bonitinho. O pai do mensalão, o líder do petrolão, o inseparável ‘irmão-comparsa’ de crimes de José Dirceu, Antonio Palocci e extensa companhia, agora dá lição de moral e pede punição – a mesma que não teve – para o patriarca do Clã das Rachadinhas, quem diria? O pai do Ronaldinho dos Negócios acredita ser moralmente superior ao pai do senador da mansão de seis milhões de reais.

Um embate como este escancara o tamanho da nossa encrenca; a profundeza da nossa fossa abissal. São estes dois trastes os favoritos em 2022. Se não surgir o nome da salvação, um deles terá mais quatro (ou oito) anos para roubar e deixar roubar; entupir o governo com sindicalistas e com mais militares inúteis; produzir mais milhares, quiçá milhões, de novos cadáveres por doenças, fome e miséria.

Lula é uma espécie de câncer. Bolsonaro, sua metástase. E o povo brasileiro é o doente terminal que insiste em não se tratar nem em não morrer. O remédio seria o voto, mas, como as vacinas contra a Covid, ou é ausente ou está estragado. E o pouco que resta é insuficiente para imunizar o País contra os vírus do lulopetismo e do bolsonarismo, já que juntos formam um rebanho impossível de vacinar. E de curar.

Veja também
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Theo Becker comemora saída de Sônia Abrão da RedeTV!
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio


Sobre o autor

Ricardo Kertzman é blogueiro, colunista e contestador por natureza. Reza a lenda que, ao nascer, antes mesmo de chorar, reclamou do hospital, brigou com o obstetra e discutiu com a mãe. Seu temperamento impulsivo só não é maior que seu imenso bom coração.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.