Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O presidente Jair Bolsonaro rebateu as críticas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao seu governo, durante entrevista para a CNN,  e disse que a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin precisa ser referendada pelo plenário da Corte. “Lula está comemorando cedo demais”, disse.

Bolsonaro ainda acusou o ex-presidente de mentir e desinformar. “O governo federal fez a sua parte. Então não vale essa crítica do Lula, que agora inicia uma campanha. E como não tem nada de bom para mostrar, e essa é uma regra do PT, a campanha deles é baseada em criticar, mentir e desinformar. Nada além disso. Ele não sabe o que fala, não tem argumentos e, pra mim, vai ficar tagarelando”, disse o petista.

O presidente ainda criticou as medidas de isolamento social que foram tomadas por governadores. “Pra ele tudo é fácil, tudo pode ser resolvido. Em nenhum momento ele falou que seus governadores de esquerda destruíram a economia, obrigando o povo ficar em casa. Lula fez proselitismo, campanha política, como se tudo fosse resolvido e o Brasil seria um mar de rosas”, disse Bolsonaro.