Mundo

Lula acredita que Bolsonaro fingiu ter coronavírus para promover a cloroquina

Lula acredita que Bolsonaro fingiu ter coronavírus para promover a cloroquina

(Arquivo) O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - AFP/Arquivos

O ex-presidente Lula afirmou nesta quinta-feira (30) suspeitar que o presidente Jair Bolsonaro “inventou” ter coronavírus para fazer propaganda sobre a cloroquina.

“Acho que Bolsonaro inventou que estava contaminado para poder fazer propaganda do remédio”, disse o ex-presidente em uma coletiva de imprensa virtual com correspondentes estrangeiros em São Paulo.

“Não sei se ele é sócio, mas se comporta como se fosse dono da fábrica que faz o remédio”, acrescentou.

Lula, de 74 anos, considera a gestão de Bolsonaro durante a pandemia como sendo “irresponsável”.

“Por isso estamos vivendo hoje uma situação gravíssima e não vejo uma saída a curto prazo”, afirmou.

+ Exclusivo: como Prost fez Senna perder o contrato com a Ferrari

Bolsonaro, de 65 anos, anunciou em 7 de julho ter sido diagnosticado com a COVID-19, e desde então cumpria sua agenda a partir da residência oficial em Brasília, até que no dia 25 afirmou ter testado negativo para a doença.

Durante esse período, ele fez várias aparições públicas nas quais mostrou uma caixa de hidroxicloroquina, um medicamento cuja eficácia contra o coronavírus não é cientificamente comprovada.

Nesta quinta-feira, a Presidência anunciou que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, também testou positivo para o novo coronavírus.

Desde o início da pandemia, que já deixou mais de 90 mil mortos no Brasil, Bolsonaro critica as medidas de confinamento propostas pelos governadores, justificando sobre o ponto de vista do impacto econômico, e até descreveu a doença como uma “gripezinha”.

Lula, confinado desde março em seu apartamento em São Bernardo do Campo, também questionou o relacionamento de Bolsonaro com o mandatário americano Donald Trump.

“Bolsonaro se comporta, o Ministro das Relações Exteriores [Eduardo Araújo] se comporta como um lambe-botas (…)”, afirmou o líder do Partido dos Trabalhadores (PT).

A possibilidade de Trump ser derrotado pelo democrata Joe Biden nas eleições de novembro poderia dar outra perspectiva a alguns aspectos do relacionamento entre as duas maiores economias das Américas, segundo Lula.

“Um novo governo pode mudar o comportamento com o Brasil, para exigir que se respeite a democracia, os Direitos Humanos, [e que se adote] uma política para evitar o desmatamento na Amazônia”, afirmou.

Lula, que deixou o governo em 2010 com altos índices de popularidade, aguarda o resultado de um recurso contra uma sentença de quase 9 anos de prisão por corrupção, cumprida por ele parcialmente entre abril de 2018 e novembro de 2019.

Veja também

+ Marco Pigossi sobre reprise da novela Fina Estampa: “Tinha que ser proibida de ser reprisada”

+ Avó de Michelle Bolsonaro morre após 1 mês internada com covid-19

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?