Brasil

Luiz Fux suspende juiz de garantias por tempo indeterminado

Crédito: AFP

O ministro Luiz Fux, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta quarta-feira (22) por tempo indeterminado a implementação do juiz de garantias, previsto no pacote anticrime aprovado pelo Congresso Nacional em dezembro de 2019. As informações são do G1.

A decisão do ministro, que está encarregado do plantão do Supremo durante o recesso,  derruba a decisão do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que havia determinado o prazo de seis meses para implementação da medida.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a medida foi tomada após ação da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) e valerá até que o plenário do STF decida sobre a constitucionalidade das novas regras.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, havia recomendado que o dispositivo fosse vetado, mas acabou derrotado. Segundo o Estadão,  o presidente Jair Bolsonaro tomou a medida após o ministro Dias Toffoli garantir que a proposta era “factível” e “possível”.