Esportes

Luisa Stefani vence de virada e passa às oitavas em duplas no Aberto da Austrália


A brasileira Luísa Stefani e a americana Hayley Carter levaram um susto nesta sexta-feira, mas conseguiram avançar às oitavas de final da chave de duplas do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam da temporada. Em partida válida pela segunda rodada, as cabeças de chave 12 tiveram que buscar a virada diante da espanhola Paula Badosa e da montenegrina Danka Kovinic por 2 sets a 1 – com as parciais de 4/6, 6/0 e 6/1.

“Bem feliz com a vitória de hoje (sexta-feira). Começamos com um pouco de dificuldade no saque da minha parceira e não estávamos encaixando bem as devoluções. Mesmo assim, continuamos confiantes, pois sabíamos o que fazer, era só encaixar e jogar um pouco melhor. Fomos melhorando e, no final do primeiro set, mesmo perdendo, já estávamos engrenadas. No segundo e terceiro jogamos super bem. Sacamos bem e encaixamos melhor as devoluções. Elas acabaram desmontando. Foi uma boa vitória”, detalhou a brasileira.

Na luta por uma vaga nas quartas de final, Stefani e Carter enfrentarão mais uma vez em 2021 as japonesas Shuko Ayoama e Ena Shibahara, sétimas pré-classificadas, que bateram as convidadas da casa Lizette Cabrera e Maddison Inglis também de virada por 2 sets a 1 – parciais de 5/7, 7/6 (7/5) e 6/0. A brasileira e a americana perderam a final do WTA 500 de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, em janeiro, para as orientais, mas as venceram nas oitavas do último US Open.

“É a dupla a ser batida nesse começo de ano. As japonesas venceram os dois torneios da temporada e estão jogando super bem, entrosadas e confiantes. Mas a gente também vem bem. Conhecemos bastante essas adversárias e vamos usar isso a nosso favor. Todos os jogos contra elas têm sido bem parelhos. Vamos buscar alguns ajustes do que fizemos em Abu Dabi para garantir a revanche”, finalizou Stefani.

Em quadra, Badosa e Kovinic foram melhores no primeiro set, conseguiram duas quebras e só perderam o saque uma vez. Só que o placar adverso não assustou Stefani e Carter, que depois de perder a parcial inicial por 6/4, mostraram por que eram as favoritas no duelo e acabaram tomando conta da partida.


+ Pastor é processado por orar pela morte de Paulo Gustavo
+ Vídeo: Aluno é flagrado fazendo sexo durante aula da UFSC
+ Ao preço de US$ 1.600 por kg, carne Ozaki é a mais cara do mundo



A arrancada da brasileira e da americana aconteceu com uma incrível sequência de 11 games, aplicando um “pneu” no segundo set e obtendo uma confortável vantagem de 5/0 no terceiro. As rivais então voltaram a confirmar o serviço e evitaram perder mais uma parcial de zero, mas não conseguiram escapar da derrota e foram eliminadas de virada.

MASCULINO – Depois de venceram o italiano Stefano Travaglia e o sérvio Laslo Djere por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/2, o brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray conheceram nesta sexta-feira quem serão seus rivais nas oitavas de final em Melbourne. Eles jogarão contra o italiano Simone Bolelli e o argentino Máximo González, que bateram os italianos Lorenzo Sonego e Andrea Vavassori por 6/2 e 7/6 (7/5).

A dupla cabeça de chave número 6 do primeiro Grand Slam do ano é uma das favoritas à conquista do título. Eles estão embalados após ganharem o Great Ocean Road, o primeiro torneio disputado após voltarem a jogar juntos. Campeão na Austrália em 2016, Bruno Soares, de 38 anos, está em quinto lugar no ranking de duplas. Ele também soma dois troféus no US Open.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Gabriel Medina torna-se alvo de sites de fofoca
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS