Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Luísa Sonza contou aos seguidores nesta quinta-feira (02) como foi gravar um clipe com cobras. A cantora estava gravando o vídeo da canção “Anaconda”, na qual aparece em uma banheira cheia de cobras, e mostrou aos fãs que tinha cocô dos animais em seu rosto.

+ Whindersson fala sobre música de Luísa Sonza: ‘Não joguei do penhasco’
+ Vitão é visto beijando ex de suposto affair de Luísa Sonza, afirma fonte
+ Luísa Sonza: ‘Estou no momento f@d#-se! Faço o que quiser da minha vida’
+ Luísa Sonza conta só ter feito ‘suruba’ após término do último relacionamento

“A cena do cocô na minha cara”, escreveu Luísa no Twitter. A cantora revelou que chegou a pagar R$ 1 milhão na produção do clipe, e que duas cobras chegaram a fazer sexo durante a gravação. “Eram sete ou dez cobras comigo dentro das banheiras. Comecei a gravar o take, e duas cobras começaram a transar em mim. Comecei a sentir um cheiro muito estranho, horrível, só que cobra não tem cheiro. Começaram a aparecer uns negócios em mim e perguntei ‘o que são essas secreções?’. Falaram que é pele de cobra, mas não sou tão fácil de ser enganada. Continuei, e as cobras transando. Falei ‘isso é cocô’. Tinha um negócio quase dentro da boca e um na banheira banhando. Era preto e com um fedor horrível. Falei ‘entrega, Luísa, pelo pop’. Depois do banho, meu produtor falou ‘sabe aquilo que a gente falou que era pele de cobra? Era cocô”, explicou.

“Assistam a esse clipe porque tem cocô em mim, de cobra. Coisa que nunca achei que fosse passar na vida. Cagaram em mim. A cobra cagou no meu rosto, em várias partes, e transaram em mim. Continuam apaixonada por cobra, por mais que elas tenham cagado ou transado em mim. Eu lembro do cheiro e sinto o gosto do cocô da cobra”, pediu Luísa no final.

Confira: