Esportes

Lúcio Flávio deixa o Paraná para ser auxiliar permanente do Botafogo

Ex-meia retorna ao Alvinegro, clube ao qual atuou durante cinco anos da carreira, agora para cumprir função fora das quatro linhas e ajudar Bruno Lazaroni

Lúcio Flávio deixa o Paraná para ser auxiliar permanente do Botafogo

em 2010 (Foto: Divulgação)

Depois de Túlio Lustosa, outro rosto conhecido do torcedor pelo o que fez dentro de campo retorna ao Botafogo para cumprir uma função fora das quatro linhas. O Alvinegro contratou Lúcio Flávio, ex-meio-campista, para assumir a função de auxiliar permanente da equipe. A informação foi dada primeiro pela “Rádio Banda B” e confirmada pelo LANCE!.

Lúcio Flávio era auxiliar do Paraná e aceitou o convite para trabalhar no clube carioca. O nome foi indicado pelo próprio Túlio e teve a aprovação de Bruno Lazaroni. O ex-jogador vai ajudar o treinador no dia a dia de treinamentos no Estádio Nilton Santos.

O antigo camisa 10, inclusive, vem para ocupar a antiga função de Lazaroni. Antes de assumir como treinador, Bruno era auxiliar permanente. O assistente técnico, vale ressaltar, é Fábio Lefundes.

Lúcio Flávio atuou no Botafogo em cinco anos da carreira: de 2006 a 2008 e, posteriormente, em 2009 e 2010. Pelo clube de General Severiano, foram 180 partidas disputadas e 64 gols marcados.

O Paraná havia sido a primeira experiência do ex-jogador como auxiliar. Lúcio estava no Tricolor desde setembro de 2018.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel