ISTOÉ Gente

Luciano Huck usou meditação para decidir entre a Globo e a política, diz colunista

Luciano Huck usou meditação para decidir entre a Globo e a política, diz colunista

Luciano Huck usou meditação para decidir entre a Globo e a política, diz colunista

Prestes a estrear no “Domingão”, da Globo, Luciano Huck revelou que começou a meditar com a mulher, Angélica. Segundo a colunista Patricia Kogut, do jornal “O Globo”, a prática foi importante para Huck decidir se continuaria na Globo ou se tentaria a carreira política.

+Nicole Bahls diz que divórcio é irreversível: ‘Minha vida está em paz’
+Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+Internado com Covid-19, Erasmo Carlos está evoluindo bem


“Depois do acidente de avião que sofremos, o que fez muito bem pra Angélica não foi nenhum tipo de ansiolítico. Foi respirar. Foi a meditação. Foi a ioga. Então, a gente respeita muito, eu e as crianças, as ferramentas que ela trouxe para dentro da família. No dia em que eu estava mais angustiado com as decisões que tinha de tomar, ela disse: ‘Tenho um amigo indiano que diz que o melhor é ficar em silêncio. Que as respostas não virão de ninguém. Vêm de você'”, lembrou.

O apresentador também contou que viajou para um retiro de cinco dias com Angélica. “Fomos eu e ela. Sem celular. Falamos o mínimo possível. Fazendo cinco sessões de meditação por dia na serra de Minas, perto de Ibitipoca. A gente ficou isolado numa casa no meio do mato. Foi imersivo. Foi muito importante no processo. Você respirar e ficar em silêncio é importante. Gosto muito de aprender”, explicou.