O Dia

Luciana Novaes: Rock in Rio e o acesso para todos!

Como presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Câmara fui fiscalizar um dos maiores eventos de música do Brasil e do Mundo, o Rock in Rio

Rio – A tarefa de cumprir a acessibilidade é um dos desafios maiores na Cidade do Rio de Janeiro. É comum encontrarmos lugares e eventos em que esse direito fundamental para as pessoas com deficiência esteja inadequado ou até mesmo zero, isso em pleno século XXI e com diversas tecnologias disponíveis para auxiliar nesse processo. Como presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Câmara fui fiscalizar um dos maiores eventos de música do Brasil e do Mundo, o Rock in Rio, que começou ontem no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca.

Chegando lá fomos recepcionados pelo Thiago Amaral, que é cadeirante e coordenador da equipe que projeta a acessibilidade do evento, ele foi o nosso guia durante a fiscalização. Logo na chegada constatei uma novidade na edição deste ano: um estacionamento exclusivo para pessoas com deficiência. Vale ressaltar que não há estacionamento para o público em geral, apenas os deficientes terão acesso ao estacionamento. Deste local, as pessoas poderão desembarcar com segurança e chegar facilmente até a entrada principal do evento, onde estavam sendo instaladas rampas de acesso em uma entrada exclusiva para pessoas com deficiência.

Constatei a instalação de banheiros perfeitamente adaptados e com alarmes de emergência, e estavam sendo preparadas para instalação duas plataformas que auxiliarão a visibilidade do Palco Mundo e Palco Sunset para cadeirantes. Estive no local onde será um centro de atendimento para pessoas com deficiência, onde serão instaladas oficinas para eventuais reparos nas cadeiras de rodas e empréstimos de cadeira de rodas, além desse guichê ser uma espécie de auxílio total a essas pessoas. Além disso, a organização informou que haverá pisos e mapas táteis, e carrinhos de golfe adaptados para transporte entre as atrações. Eu percorri o trajeto em um dos carrinhos e pude comprovar a sua ótima utilidade e funcionabilidade.

A minha lei 6.267/2017, que determina a acessibilidade de deficientes visuais e auditivos em grandes eventos na nossa cidade, será cumprida através de intérprete de libras e audiodescrição dos shows transmitidas através de fones de ouvido que serão distribuídos gratuitamente. Aliás, há ainda outra novidade na edição deste ano para deficientes visuais. O aplicativo de audiodescrição ‘Veever’ será utilizado no evento e poderá auxiliar na autonomia destas pessoas informando a localização do palco e atrações, direção e distância a percorrer para chegar em cada local, banheiros próximos e outros.

Nesta fiscalização pude constatar que o evento realmente terá boa acessibilidade que atende as mais diversas deficiências, garantindo os direitos de todos. A coordenação do evento se preocupou até com os mínimos detalhes para garantir o acesso de todos, algo que deveria ser copiado por todo o Município. E se você presenciar algum descumprimento de acessibilidade ou violação de direitos da pessoa com deficiência, seja no Rock in Rio ou em outro local da nossa cidade, denuncie através do número 0800 2822 896, que é o telefone da Comissão da Pessoa com Deficiência da Câmara dos Vereadores, da qual sou presidente. Vamos construir um Rio mais acessível para todos!

Luciana Novaes é vereadora pelo PT-RJ

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago