Saúde da mulher

Excesso de lubrificação natural pode atrapalhar o sexo?

Crédito: Unsplash

Algumas mulheres, ao serem sexualmente estimuladas, produzem mais quantidades de lubrificação natural do que outras. E se você considera que sua vagina fica “muito molhada” durante o sexo, talvez já tenha se perguntado se isso é um empecilho para o ato.

+ Não consegue ter um orgasmo? Sua mente pode estar te sabotando


+ Mapa da vagina: um guia com tudo que você precisa saber

Se você está preocupada, a resposta curta é: não, a lubrificação natural não pode te atrapalhar! Ao contrário, a umidade vaginal é de extrema importância para um sexo prazeroso e livre de dor. Para entender, continue lendo as informações do “Healthline”. 

Importância da lubrificação no sexo

Sem lubrificação, a fricção de pênis ou sex toys na penetração pode ocasionar pequenos rasgos nos tecidos vaginais, aumentando o risco de infecções. Por isso, não dispense o lubrificante — seja ele natural ou não.

Além disso, a lubrificação natural indica excitação sexual, o que é de extrema importância para a intimidade a dois. Quando a excitação acontece, o sangue corre para a região da vagina, o que ocasiona a umidade vaginal.

Dentre os fatores que influenciam a umidade vaginal estão níveis de hidratação e atividade física, presença de álcool ou drogas no corpo, consumo de medicações, fase do ciclo menstrual, menopausa e estresse

É possível que o excesso de lubrificação seja um incômodo?

Não há razão pela qual a umidade vaginal possa ser algo problemático. Se você já ouviu essa reclamação de um(a) parceiro(a), saiba que isso pode ser reflexo de uma educação sexual defasada, pois ele(a) não entende como seu corpo funciona.

Caso seu(ua) parceiro(a) reclame ou aponte sua lubrificação natural como algo negativo, não permita que isso te faça sentir mal com seu corpo, mas faça-o(a) entender que se trata de algo normal e positivo.

“Esta pode ser uma oportunidade de ter uma conversa aberta e livre de julgamentos sobre sexo, o que pode levar a um sexo extremamente gratificante”, pontua a ginecologista e obstetra Lyndsey Harper.

Quando a lubrificação é um problema

“Quando acontece fora da excitação, muita lubrificação pode ser um sintoma de infecção”, alerta a sexóloga Caitlin V. Nesses casos, a lubrificação não tem a mesma composição bioquímica que a umidade produzida em resposta à excitação, o que é caracterizado como corrimento.

+ Corrimento vaginal: o que é, características, cores, causas e prevenção

“O corrimento vaginal é a maneira do corpo de manter a vagina e a vulva em perfeito funcionamento”, diz Lyndsey. “E existem diferentes tipos, a maioria dos quais são totalmente normais e bons”, continua. Mas alguns, entretanto, podem ser sinais de algo problemático.

Você provavelmente conhece o cheiro, a cor e a aparência geral do seu corrimento habitual. “Se o seu corrimento tiver novas características, como odor de peixe, tonalidade verde ou amarela, ou for acompanhado de coceira ou queimação, você deve procurar um médico para examiná-la”, pontua a especialista.