Mundo

Lua estava mais próxima da Terra há 70 milhões de anos


ROMA, 11 MAR (ANSA) – Há 70 milhões de anos, os dias eram mais curtos e a Lua ficava muito mais próxima à Terra, revelou um novo estudo publicado pela revista Paleoceanography and Paleoclimatology nesta terça-feira (10). Os pesquisadores da Vrije Universiteit Brussel, que fica na Bélgica, analisaram o fóssil de uma amêijoa rudista, um molusco da espécie Torreites sanchezi, encontrado em Omã, que viveu no planeta durante o período Cretáceo (145 milhões a 66 milhões de anos atrás). O animal foi utilizado por conta de seu rápido crescimento diário, que criava anéis em sua concha. Com isso, foram usados raios laser para estudar cada uma dessas pequenas camadas. Com a análise, descobriu-se que o dia tinha 23 horas e 30 minutos e que um ano durava 372 dias – contra os 365 dias atuais. Segundo os especialistas, a mudança no tempo de um dia vem do fato de que a rotação da Terra está ficando mais lenta por conta da influência da gravidade da Lua.   

Além disso, os especialistas apontam que os estudos comprovam que a Lua está de fato se afastando em cerca de 3,8 centímetros por ano do planeta Terra. (ANSA)

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS