Cultura

Louvre abre exposição com 140 obras do Renascimento italiano

PARIS, 26 OUT (ANSA) – Uma exposição com 140 obras do período do Renascimento italiano começou a ser exibida no Museu do Louvre, em Paris, e segue aberta até 18 de janeiro de 2021. A mostra deveria ter ocorrido em maio, mas foi adiada para outubro por conta da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).   

“Corpo e Alma – De Donatello a Michelangelo”, reúne obras-primas do início do século 16, com foco no “máximo esplendor da representação da figura humana”, segundo os organizadores do Museu do Castello Sforzesco de Milão. No destaque principal, “um dos maiores criadores de todos os tempos, Michelangelo”, pontua o Louvre ao apresentar a mostra.   

Essa é a segunda exposição do tipo, com o mesmo nome da primeira em 2013, “Corpo e Alma”. No entanto, há sete anos, os destaques ficaram por conta dos mestres do Renascimento em Florença na primeira metade do século 15.   

Dessa vez, porém, o objetivo é mostrar peças criadas tanto em Florença, mas também em Veneza e Roma, e com artistas não tão famosos mundialmente, mas de fundamental relevância. Além disso, os organizadores prometem expor criações que, normalmente, ficam expostas em igrejas, pequenas comunidades ou em porões de museu.   

“Nas primeiras duas décadas do século 16, esses elementos levariam a um momento definidor da história da escultura no Renascimento, com a chegada de um dos maiores criadores de todos os tempos, Michelangelo. A exibição irá focar na primária arte de esculpir, mas também explora um número de trabalhos em outros campos (pintura, gravura e desenho”, diz em nota o museu francês.   

Após a aparição no Louvre, as peças voltam para a Itália, onde serão expostas no Castello Sforzesco entre 5 de março e 6 de junho de 2021. (ANSA).   

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel