ISTOÉ Gente

Lívia Andrade revela ter recebido ameaças de morte

Crédito: Reprodução/Instagram

Lívia Andrade compartilhou nas redes sociais, nesta quinta-feira (8), mensagens com xingamentos e ameaças de morte que recebeu. A atriz foi acusada de ser responsável pela separação do empresário Marcos Araújo com a influenciadora Pétala Barreiros.

+Lívia Andrade fala sobre processo contra Pétala Barreiros: ‘Quem não deve, não teme’

“Algumas pessoas somem e desaparecem, e algumas pessoas somem e desaparecem, e algumas pedem desculpa e está tudo bem, porque também foram enganadas”, disse a atriz.

Lívia disse que não se manifestou antes por orientação de seus advogados. Dentre as ofensas, a atriz foi chamada de “escrota”, “piranha”, “safada” e “vagabunda”, além de ter sido chamada de “amante que quer atacar uma mulher que foi traída, agredida”.

“Não é justo mexer com os sentimentos das pessoas, não é justo enganar as pessoas dessa maneira, e é por isso que eu estou aqui. A Justiça funciona? Funciona, mas demora. E eu não tenho essa paciência toda. Aí você chora, passa mal e vem me xingar, eu que não tenho nada a ver com essa história, não tenho nada a ver com a vida desse povo”, finalizou Lívia.


+ Pastor é processado por orar pela morte de Paulo Gustavo
+ Vídeo: Aluno é flagrado fazendo sexo durante aula da UFSC
+ Ao preço de US$ 1.600 por kg, carne Ozaki é a mais cara do mundo



Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Gabriel Medina torna-se alvo de sites de fofoca
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS