Esportes

Lille, da França, anuncia contratação de jovem meia-atacante do Manchester United

Clube francês acertou com o meia inglês Angel Gomes e já firmou empréstimo da promessa a equipe de Portugal nesta temporada

Lille, da França, anuncia contratação de jovem meia-atacante do Manchester United

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

O Lille, clube que disputa a primeira divisão da França, anunciou neste domingo (9) a contratação do jovem inglês Angel Gomes, do Manchester United. O meia-atacante de 19 anos assinou contrato até 2025 com a nova equipe.

Porém, Gomes não será utilizado pelo Lille nesta temporada – com o intuito de prosseguir o desenvolvimento do jogador, os franceses acertaram o empréstimo do jovem ao Boavista, de Portugal.

Formado pelo Manchester United, Angel Gomes fez sua estreia como profissional em maio de 2017, com só 16 anos de idade. No entanto, o jogador da seleção sub-20 da Inglaterra não conseguiu se firmar no time principal e fez apenas 10 partidas desde então.

Primo do jogador português Nani, que também teve passagem pelo United, Gomes só entrou em campo por 19 minutos na última temporada da Premier League.

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea