Esportes

Liga francesa vai investigar caso de racismo contra Balotelli

A Liga de Futebol Profissional da França (LFP) confirmou que vai investigar o caso de racismo contra o atacante Mario Balotelli, do Nice. Em comunicado oficial, a entidade informou que abriu inquérito sobre os incidentes ocorridos na partida diante do Dijon, no último sábado, pelo Campeonato Nacional.

Na ocasião, Balotelli avisou à arbitragem que estava sendo ofendido racialmente por torcedores do Dijon. O juiz Nicolas Rainville não só se absteve de tomar qualquer medida contra o abuso, como ainda mostrou cartão amarelo para o atacante, aos 29 minutos do segundo tempo.

Rainville alegou que não ouviu os insultos da torcida e, por isso, penalizou o atacante pela reclamação. Com o inquérito aberto pela LFP, porém, ele pode ser punido se for comprovado o caso de racismo, assim como o Dijon. O resultado da investigação será divulgado no dia 15 de março.

Na França há um ano e meio, Balotelli já foi alvo de outro caso de racismo no futebol nacional. Em janeiro de 2017, o atacante italiano – filho de imigrantes ganeses – relatou os abusos após torcedores do Bastia imitarem macacos durante uma partida entre a equipe e o Nice.