Esportes

Liga de Basquete Feminino reprova 2 pedidos e edição de 2020 terá oito equipes

A Liga de Basquete Feminino (LBF) definiu o número de participantes da edição de 2020. Após receber os documentos de 10 equipes no último dia 3, a entidade analisou e reprovou os pedidos de Mogi das Cruzes-SP e Bahia LND-BA. Serão oito times, dois a menos do que no ano passado e o menor número desde a temporada 2016/2017.

A maior concentração está em São Paulo, com cinco equipes (62,5% do total). Santa Catarina, Maranhão e Rio de Janeiro são os outros Estados representados na LBF.

Em relação ao ano passado, Uninassau/Cabo de Santo Agostinho-PE e Instituto Brazolin/São Bernardo-SP estão fora da LBF. Outras equipes se interessaram em participar em uma reunião em dezembro de 2019, mas apenas 10 se inscreveram.

A reprovação de Mogi das Cruzes é um balde de água fria na pivô Kelly Santos, que buscava viabilizar um novo projeto. A jogadora havia inclusive anunciado que Branca, medalha de prata pela seleção nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996, iria comandar o time se ele fosse aceito pela LBF.

A temporada de 2020 começa no dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher, e termina em 31 de agosto.

Confiras as oito equipes que vão participar da LBF:

Blumenau-SC

Sodiê Doces/LSB-RJ

Sampaio Corrêa-MA

Vera Cruz Campinas-SP

Santo André/APABA/Caoa Chery-SP

Ituano Basquete-SP

Sesi Araraquara-SP

Pró-esporte Sorocaba-SP