Brasil

Liderança do MBL, Renan do Santos terá de indenizar Burnier em R$ 45 mil por ofensas

Crédito: Reprodução

Renan Santos, líder do MBL (Crédito: Reprodução)


A Justiça decidiu que o líder do Movimento Brasil Livre (MBL) Renan do Santos terá de indenizar o jornalista José Roberto Burnier, da GloboNews, em R$ 45,4 mil por ofensas.

A decisão judicial foi baseada na crítica de Renan à cobertura da imprensa no pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, em 2015, na qual o jornalista foi chamado de “canalha”.

Outro ponto analisado foi uma publicação na página do MBL, que mostra Burnier como uma garota de programa oferecendo serviços para Dilma.

Em sua defesa, Renan alegou que não cometeu ofensa e sim “seu direito constitucional de livre exercício do pensamento e de crítica”. Além disso, o líder do MBL também afirmou não ter sido o autor da montagem em que Burnier é retratado como uma garota de programa e ressaltou que a publicação foi uma sátira, “uma charge de humor que não configura abuso do direito de crítica”.

A decisão da juíza Fernando Bueno Cáceres não cabe mais recurso. A Justiça estabeleceu um prazo de 15 dias para o líder do MBL realizar o pagamento da quantia ou questionar o valor. Na indenização também foram incluídos os custo com honorários do advogado do jornalista.

Veja também
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago