Mundo

Líder ‘regente’ do PD renuncia a cargo de ministro

ROMA, 13 MAR (ANSA) – O secretário “regente” do Partido Democrático (PD) da Itália, Maurizio Martina, renunciou nesta terça-feira (13) ao cargo de ministro de Políticas Agrícolas, um dia depois de ter assumido o comando interino da legenda de centro-esquerda.   

“A partir desta tarde, não sou mais ministro, por respeito ao papel institucional que exerci até aqui e ao papel para o qual fui chamado”, afirmou Martina, em entrevista ao programa “Porta a Porta”, principal talk show político do país.   

De qualquer maneira, ele já estava com os dias contados no Ministério de Políticas Agrícolas, já que o PD perdeu as eleições legislativas de 4 de março e deixará o governo nas próximas semanas. A pasta será assumida interinamente pelo premier Paolo Gentiloni.   

Aos 39 anos de idade, Martina guiará o partido durante a fase de transição de governo na Itália e até a realização do congresso para escolher o novo secretário da legenda, quando ele mesmo pode ser candidato. “Agora devo fazer um trabalho muito duro e complexo. Depois, veremos…”, disse.   

Martina entrou para a vida política ainda na juventude, sempre por movimentos de centro-esquerda, mas ganhou notoriedade em 2015, ao participar ativamente, como ministro de Políticas Agrícolas, da organização da Exposição Universal em Milão. Ele era vice-secretário do PD desde 2017. (ANSA)