Esportes

Lewis Hamilton testa positivo para a covid-19 e está fora do GP de Sakhir

O piloto inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, testou positivo para o novo coronavírus. A informação foi divulgada nesta terça-feira pela própria escuderia alemã. Com isso, o agora heptacampeão mundial de Fórmula 1 não participará do GP de Sakhir, marcado para este domingo, no Bahrein, e é dúvida para a última etapa, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, no final de semana seguinte. Ele só vai participar caso apresente até lá um teste negativo para a covid-19.

A nota publicada no Twitter da escuderia alemã diz que Hamilton foi testado três vezes durante a última semana – o último exame foi feito na tarde de domingo no Circuito Internacional do Bahrein, local do GP do Bahrein, vencido pelo inglês. O mesmo autódromo receberá a próxima etapa, porém com uma configuração diferente da pista.

No entanto, na segunda-feira ele apresentou sintomas moderados da doença. Ao mesmo tempo, foi informado de que teve contato com uma pessoa infectada na semana passada, antes da última corrida. O piloto fez o teste novamente e recebeu o diagnóstico que confirma o novo coronavírus. A Mercedes informou ainda que Hamilton está isolado e, apesar dos sintomas leves, está bem.

Assim, será a primeira vez que Hamilton ficará fora de uma corrida desde que estreou na Fórmula 1. Ele disputou 265 provas seguidas desde o GP da Austrália de 2007.

O piloto inglês foi campeão há pouco mais de duas semanas, na Turquia, e havia lamentado durante a semana passada que apenas tinha conseguido ver parte de sua família para comemorar o fato de ter igualado o recorde do alemão Michael Schumacher com sete títulos na Fórmula 1.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

A escuderia ainda não oficializou quem será o substituto de Hamilton. Os mais prováveis substitutos serão os pilotos de testes da equipe alemã. Ocupam o posto atualmente o belga Stoffel Vandoorne e o mexicano Esteban Gutiérrez. Ambos já tiveram experiências no passado com a Fórmula 1 com outras escuderias.

Nesta temporada, Hamilton é o terceiro caso positivo de covid-19 no grid. No início de agosto, o mexicano Sérgio Pérez, da Racing Point, foi diagnosticado com a doença às véspera do GP da Grã-Bretanha e perdeu também a etapa seguinte, também disputada em Silverstone, mas com o nome de GP do 70.º Aniversário da Fórmula 1. Nas duas provas quem correu no seu lugar foi o alemão Nico Hulkenberg.

O outro caso foi do canadense Lance Stroll, também da Racing Point, entre a 10.ª e 11.ª etapas da temporada, entre o fim de setembro e o começo de outubro. Ele ficou de fora do GP de Eifel, disputado na Alemanha. Hulkenberg também o substituiu na ocasião.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Veja o significado dos 10 sonhos mais comuns
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel