Cultura

Léo Santana e Lore Improta decidiram não saber o sexo do bebê até o chá revelação


Lore Improta aproveitou a pergunta de um seguidor em sua rede social na terça-feira, 24, para falar sobre o chá revelação do seu primeiro filho com o cantor Léo Santana. A dançarina revelou que o casal decidiu adiar a surpresa por causa da pandemia do novo coronavírus e até lá eles também não ficarão sabendo o sexo do bebê.

“Já tínhamos toda a ideia formada, a data: ia acontecer dia 2 ou 3 de abril, mas por conta da situação que estamos vivendo, não podemos sair de casa, tivemos que adiar. A gente vai aguardar as coisas melhorarem, os números de casos baixarem para podermos fazer”, afirmou Lore.

“Vamos ter que esperar mais um tempinho. A gente não sabe o sexo. Ele está mais ansioso do que eu. Quero que seja surpresa, no dia mesmo, se não não tem graça”, disse a dançarina, que nos vídeos anteriores havia relatado que tem dormido mal por causa de enjoo e dores na lombar.

O casal já havia anunciado que o nome do filho vai começar com a letra L, como os pais, e já deram duas opções: Liz e Lorenzo.

Clique aqui/u>


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



Veja também

+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS