Mundo

Lei para dissolver Parlamento de Israel é apresentada

TEL AVIV, 10 DEZ (ANSA) – Foi apresentado nesta terça-feira (10) o projeto de lei que determina a dissolução do Parlamento e a convocação de novas eleições em Israel, após o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e o opositor Benny Gantz não terem conseguido formar um governo.   

O texto começará a ser analisado na manhã da próxima quinta (12), dia seguinte ao fim do prazo para a conclusão das negociações. Tanto o partido conservador Likud, de Netanyahu, quanto a coalizão de centro Azul e Branco, liderada por Gantz, já concordaram em realizar as eleições em 2 de março.   

Nenhum dos dois conseguiu o apoio de pelo menos 61 dos 120 parlamentares do Knesset, número mínimo para formar um governo.   

Nas eleições de setembro, a Azul e Branco obteve 33 cadeiras, e o Likud, 32, mas tanto Netanyahu quanto Gantz se recusaram a participar de um gabinete liderado pelo outro.   

O pleito legislativo de março será o terceiro em Israel em menos de 12 meses. (ANSA)