Brasil

Laudo aponta que Rafael Miguel e seus pais foram mortos com 13 tiros

Crédito: Reprodução / Instagram

Rafael Miguel (Crédito: Reprodução / Instagram)


Um laudo necroscópico aponta que o comerciante Paulo Cupertino Matias disparou 13 tiros no ator Rafael Miguel e nos pais dele no último domingo (9) em São Paulo (SP). O suspeito, pai da namorada da vítima, ainda continua foragido depois de fugir logo após cometer o crime. As informações são da TV Globo.

O documento mostra que sete tiros atingiram Rafael, sendo um na cabeça, um no peito, três nas costas e dois no braço esquerdo. O pai do jovem foi atingido quatro vezes e a mãe dele foi atingida no peito e no ombro. Pela quantidade de tiros, a polícia acredita que Paulo tenha usado uma pistola.

Rafael Miguel, de 22 anos, conhecido por ter participado da novela Chiquititas, do SBT, foi morto junto com os pais, porque Paulo não aceitava que ele se relacionasse com sua filha, Isabela Tibcherani. Consultas da Polícia Civil apontam que Matias tinha passagens por roubo e furto e chegou a ser preso em Santos, no litoral. Já em 2005, ele respondeu a processo por agressão e ameaça.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais

Tópicos

crime Rafael miguel