Economia

Lagarde, do BCE, aponta sinais de estabilização do crescimento da zona do euro

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse nesta quinta-feira que há sinais de estabilização do crescimento da zona do euro e que a instituição vai agir da forma apropriada para impulsionar a inflação da região para a meta oficial, que é de uma taxa ligeiramente inferior a 2%.

Segundo Lagarde, os riscos para o crescimento continuam sendo de baixa e incluem o aumento do protecionismo, mas estão “um pouco menos pronunciados”.

Mais cedo, o BCE manteve suas taxas de juros inalteradas e disse que continuará comprando 20 bilhões de euros em ativos mensalmente por meio de seu programa de relaxamento quantitativo (QE, pela sigla em inglês), que foi retomado em novembro.

Seguindo a linha do comunicado do BCE, Lagarde disse que o QE vai terminar pouco tempo antes de a instituição voltar a elevar juros. Ela ressaltou que cortes de juros do passado ajudaram a sustentar a economia.

Lagarde afirmou ainda que há sinais de que a inflação da zona do euro está ganhando força, apesar do crescimento ainda fraco da zona do euro.

Tópicos

BCE Lagarde