O Dia

Ladrão de calcinhas é preso com mais de mil peças em sua casa

Em 2015, ele já havia sido preso pelo furto de 301 peças íntimas. Muitas vítimas não registraram boletim de ocorrência por vergonha

Minas Gerais – Um homem, de 41 anos, foi preso com cerca de 1.045 calcinhas e sutiãs escondidas em sua casa em Turmalina (MG). Segundo a PM, as peças íntimas foram furtadas de varais e de lojas. As informações são do G1.

Em 2015, o homem já havia sido preso pelo furto de 301 peças em Capelinha, cidade vizinha. Segundo o tenente André Dale, muitas vítimas não registraram boletim de ocorrência por medo e vergonha.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior

O Dia

Ladrão de calcinhas é preso com mais de mil peças em sua casa

Em 2015, ele já havia sido preso pelo furto de 301 peças íntimas. Muitas vítimas não registraram boletim de ocorrência por vergonha

Minas Gerais – Um homem, de 41 anos, foi preso com cerca de 1.045 calcinhas e sutiãs escondidas em sua casa em Turmalina (MG). Segundo a PM, as peças íntimas foram furtadas de varais e de lojas. As informações são do G1.

Em 2015, o homem já havia sido preso pelo furto de 301 peças em Capelinha, cidade vizinha. Segundo o tenente André Dale, muitas vítimas não registraram boletim de ocorrência por medo e vergonha.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.