Esportes

Kvitova atropela Muguruza e conquista Torneio de Doha


A tenista tcheca Petra Kvitova (10ª do mundo) conquistou em Doha seu segundo título no Catar, depois daquele obtido em 2018, ao atropelar na final a espanhola Garbine Muguruza (16ª) por 6-2 e 6-1 em pouco mais de uma hora.

Aos 30 anos, Kvitova, que nunca foi a nº 1 mundial apesar de ter sido campeã em Wimbledon duas vezes, eleva seu número de títulos conquistados no circuito para 28 em 38 finais.

Kvitova jogou sua terceira final em Doha. Ela já havia triunfado lá em 2018 ao vencer Muguruza na final depois de um jogo bem mais disputado (3-6, 6-3 e 6-4).

“Eu me sinto um pouco em casa aqui”, disse a tcheca de 1,82 m, que no primeiro set começou sacando e depois venceu seis games no segundo, onde começou perdendo por 1 game a 0.

Muguruza, ex-nº 1 do mundo que, assim como sua oponente, venceu dois torneios do Grand Slam em sua carreira, se beneficiou na semifinal com o abandono de sua adversária, a bielorrussa Victoria Azarenka, lesionada nas costas. Apesar do que poderia ter sido uma vantagem, ela se mostrou totalmente impotente.

Desde sua vitória sobre Kvitova nas eliminatórias do Masters em 2015, a espanhola perdeu as outras cinco partidas que disputou contra a tcheca.

Esta derrota mancha um pouco seu excelente início de temporada: antes da decisão deste sábado, Muguruza havia sido eliminada nas oitavas de final do Aberto da Austrália, onde teve dois match-points diante da futura vencedora do torneio, a japonesa Naomi Osaka.

gw/dj/pb/chc/rbj/aam

Veja também
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio

Tópicos

2021 QAT tênis WTA