Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, negou especulação recente de que o banco central japonês esteja chegando ao limite de sua capacidade de estimular a economia por meio de medidas de política monetária.

“Achamos que ainda há bastante espaço para relaxamento”, disse Kuroda à comissão de Orçamento da câmara baixa do Parlamento.

No mês passado, o BoJ adotou uma nova estratégia para combater o risco de deflação, ao estabelecer uma meta de juro em torno de zero para os bônus do governo japonês (JGBs) de dez anos.

Segundo Kuroda, a nova meta torna a política monetária do BoJ “mais flexível e sustentável”. Fonte: Dow Jones Newswires.