Esportes

‘Kobe Bryant era como meu irmão mais novo’, diz Michael Jordan

‘Kobe Bryant era como meu irmão mais novo’, diz Michael Jordan

Kobe Bryant em quadra pelo Los Angeles Lakers em 2 de janeiro de 2015, em Los Angeles - AFP/Arquivos

Considerado por muitos como o maior jogador de basquete da história, Michael Jordan afirmou neste domingo que tratava Kobe Bryant como seu irmão mais novo. Outros grandes ídolos da NBA, como Shaquille O’Neal e Magic Johnson, também lamentaram a morte do astro do Los Angeles Lakers nesta tarde, em um acidente de helicóptero nos arredores de Los Angeles, nos Estados Unidos. Fãs fizeram homenagens nas proximidades do ginásio onde os Lakers mandam seus jogos na competição.

“Não há palavras para descrever a dor que estou sentindo. Eu amava Kobe. Ele era como meu irmão mais novo”, disse Jordan, em comunicado. “Costumávamos conversar sempre e sentirei muita falta dessas conversas. Kobe era um competidor feroz, um dos maiores da história e uma força criativa. Era também um pai incrível, que amava profundamente sua família. Tinha um orgulho imenso do amor da filha pelo basquete.”

Kobe e Michael se enfrentaram poucas vezes na carreira. Quando o segundo entrou na NBA, Jordan já estava perto da aposentadoria. Foram apenas quatro temporadas em comum na competição, até 2003. Para muitos, Kobe Bryant foi o sucessor de Jordan, com seus cinco títulos de NBA. O astro do Chicago Bulls faturou seis troféus.

O acidente deste domingo também vitimou uma das filhas de Kobe, Gianna Bryant. “A dor de perder a minha sobrinha Gigi [Gianna] e meu irmão Kobe é inexplicável. Eu amo vocês e sentirei sua falta. Minhas condolências à família Bryant e às famílias dos outros passageiros. Estou muito mal agora”, comentou Shaquille O’Neal, que foi um dos jogadores mais próximos de Kobe dentro e fora da NBA. Juntos, conquistaram três títulos seguidos.

Kareem Abdul-Jabbar e Magic Johnson, outros dois ídolos dos Lakers, também se manifestaram sobre a grande perda. “Estou desacreditado e chorando o dia todo devido a essa notícia devastadora da morte de Kobe e sua filha, Gigi, em um acidente de helicóptero. Meu coração está despedaçado. Eu amo Kobe, sua família e tudo o que ele representava dentro e fora de quadra. Meu amigo, uma lenda, marido, pai, filho, irmão, vencedor do Oscar e o maior Laker de todos os tempos foi embora. É difícil aceitar”, declarou Johnson.

“A maioria das pessoas vai lembrar de Kobe como o magnífico atleta que inspirou toda uma geração de jogadores de basquete. Mas eu sempre vou lembrar dele como um homem que foi muito mais que um atleta”, disse Abdul-Jabbar, maior cestinha da história da NBA. Kobe é o quarto colocado na lista de maiores pontuadores. Era o terceiro até a noite de sábado, quando LeBron James o superou na lista.

Em comunicado, o comissário da NBA, Adam Silver, também se pronunciou sobre a tragédia. “A família da NBA está devastada por este trágico falecimento de Kobe Bryant e sua filha. Durante 20 temporadas, Kobe nos mostrou o que é possível quando o talento notável se combina com uma absoluta devoção por ganhar. Ele foi um dos jogadores mais extraordinários da história de nosso esporte, com conquistas lendárias.”

HOMENAGENS – Poucas horas após a confirmação da morte, centenas de fãs iniciaram uma romaria em direção ao Staples Center, quadra onde os Lakers jogam suas partidas na NBA e onde Kobe Bryant mais brilhou em sua carreira. Apesar das dificuldades de se aproximar do local, que recebe na noite deste domingo a cerimônia de premiação do Grammy, os fãs montaram altares em memória do ex-jogador, com presentes, flores e até bichos de pelúcia em referência à filha do ex-atleta.