Mundo

Kim Jong Un é favorável a uma terceira cúpula com Trump

Kim Jong Un é favorável a uma terceira cúpula com Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong Un (D), em 13 de abril de 2017 em Pyongyang - AFP/Arquivos

O líder norte-coreano, Kim Jong Un, disse que está disposto a se reunir com o presidente americano, Donald Trump, pela terceira vez, com a condição de que Washington chegue à mesa de negociações com “uma boa atitude”, informou neste sábado a agência oficial KCNA.

Kim também declarou que esperará até o fim do ano “para que os Estados Unidos tomem uma decisão corajosa” em relação a uma nova reunião.

A cúpula realizada no fim de fevereiro em Hanói tropeçou na questão da retirada das sanções que o hermético Estado asiático solicita.

Trump afirmou que Pyongyang havia exigido a retirada de todas as sanções das que é alvo por seus programas nuclear e balístico, enquanto a Coreia do Norte disse que só havia solicitado uma retirada “parcial” destas restrições.

“Estamos dispostos a fazer uma nova tentativa se os Estados Unidos propuserem uma terceira cúpula com uma boa atitude e condições mutuamente aceitáveis”, declarou Kim Jong Un durante um discurso pronunciado nesta sexta-feira em Pyongyang ante a Assembleia Suprema do Povo, o Parlamento norte-coreano, segundo a KCNA.

O dirigente norte-coreano acrescentou que sua relação pessoal com o presidente americano continua forte, e acrescentou que podem “escrever cartas” um para o outro quando quiserem.

“Esperaremos pacientemente até o fim do ano para que os Estados Unidos tomem uma decisão corajosa”, afirmou Kim.

A primeira cúpula entre o líder norte-coreano e o presidente americano, em junho de 2018 em Singapura, terminou com uma declaração comum que fazia referência à “desnuclearização completa da península coreana”, uma formulação vaga que permite às duas partes fazerem interpretações muito diferentes.

A segunda cúpula, em fevereiro em Hanói, terminou sem avanços concretos sobre esta questão.

Neste sábado, o presidente americano reagiu com entusiasmo {a ideia de uma possível terceira reunião de cúpula com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, ao recordar a “excelente” relação entre os dois, seis semanas após o encontro fracassado em Hanói.

“Concordo com Kim Jong Un da Coreia do Norte de que nossa relação pessoal continua sendo muito boa, talvez o termo excelente seja ainda mais preciso, e uma terceira reunião de cúpula seria boa para entender por completo onde cada um de nós se encontra”, afirmou Trump no Twitter.

Apesar da negociação estagnada, o presidente dos Estados Unidos não esconde o otimismo sobre o destino da Coreia do Norte, ao saudar a “liderança” de Kim Jong Un.

“A Coreia do Norte tem um potencial tremendo de crescimento extraordinário, sucesso econômico e riqueza com a liderança do presidente Kim”, completou o americano.

“Aguardo ansiosamente o dia, que pode acontecer em breve, em que as armas nucleares e as sanções possam ser removidas, e depois ver a Coreia do Norte tornar-se uma das nações mais bem sucedidas do mundo”, concluiu Trump.